EURATÓRIA

Início » Uncategorized » Reflexões sobre um futuro incerto:

Reflexões sobre um futuro incerto:

Versos da panfolia, tomo 97

Madrugada

A noite

Com inveja do dia

Veste-se de uma palidez breve

E sugere alguma claridade.

Nega assim o seu próprio negrume

O mistério das seculares vigias

As horas de folias

No anonimato escuro

Que é o seu.

E aos poucos,

No engano cego de ser o que não é

De si nasce a luz que se escondeu

Cresce o grito da pressa de estar vivo,

E acordam em uníssono

À luz do sol nascente convocado

As almas que a dormir

Deixaram o mundo sossegado.

(poema gentilmente cedido por A.A. Eliecer)


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: