EURATÓRIA

A Elisabete Azevedo, colega e amiga, foi apanhada na confusão que se seguiu ao encerramento da campanha do MDM, em Moçambique, na Beira, onde está em missão internacional de observação eleitoral. Sofreu consequências físicas (gás) e certamente emocionais. Permito-me, e sem a sua licença, deixar aqui uma palavra de homenagem a esta mulher pequena em estatura mas cuja coragem, nesta como noutras ocasiões (é uma veterana), merece encómios, mesmo se num modesto blog de um incapaz plumitivo como eu. A Elisabete, para além da sua enorme cultura, grande competência como professora e investigadora científica, é uma conhecedora profunda da realidade africana. E é o perfeito exemplo do que podem, quando podem e ousam, os portugueses.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: